Resenha: Poemas Completos de Alberto Caeiro

terça-feira, dezembro 10, 2013


Olá pessoal, tudo bem? Nesses dias 8 e 9 passados eu fiz as provas da UFPE. Foram as últimas provas desse ano para mim, e agora posso me considerar inteiramente de férias (maravilha!), e também posso me dedicar mais ao blog e a outras coisas que tinha deixado de lado :) Porém, apesar de tudo parecer maravilhoso, também tô com aquela saudadezinha das minhas aulas, sabe? Relembrando elas um pouco, gostaria de falar sobre um autor que vimos na minha última aula de literatura desse ano, com o professor Roberto Falcão
Acredito que a maioria de vocês deva conhecer o Fernando Pessoa, conhecido como o mais universal poeta português. Entretanto, nem todos sabem que além de sua própria personalidade, ele escreveu sob outras, sendo elas Ricardo Reis, Álvaro de Campos e Alberto Caeiro, e é sobre este último que falarei hoje.
Dentre o heterônimos de Fernando Pessoa, Alberto Caeiro era o por ele chamado ''Mestre Ingenuo'', ligado a uma visão panteísta e voltada para a natureza como um todo. Quando ouvi sobre ele na aula, lembrei que tinha um livro dele aqui em casa, e assim que cheguei resolvi procurar...

Acho essa edição da editora DCL muito bonita, e reúne poemas incríveis do autor. Um dos que mais gostei foi também o que vimos na aula, que diz assim em um trecho:

"O mistério das cousas? Sei lá o que é mistério! 
O único mistério é haver quem pense no mistério. 
Quem está ao sol e fecha os olhos, 
Começa a não saber o que é o sol 
E a pensar muitas cousas cheias de calor. 
Mas abre os olhos e vê o sol, 
E já não pode pensar em nada, 
Porque a luz do sol vale mais que os pensamentos 
De todos os filósofos e de todos os poetas. 
A luz do sol não sabe o que faz 
E por isso não erra e é comum e boa. "

E então, o que estão esperando para ler mais sobre o autor? ;)


Posts Relacionados

0 comentários

Pinterest