Como é ter transtorno de ansiedade

sexta-feira, setembro 04, 2015

Eu sofro de transtorno de ansiedade desde os 16 anos. E nem sempre foi fácil falar sobre isso... Porém, como sei que muita gente também passa por isso e tem dificuldade de explicar pra as pessoas a sua volta do que se trata (já perdi as contas de quantas vezes tentei descrever como são as coisas aqui na minha cabeça), resolvi fazer um post contando um pouquinho da minha experiencia. 



Eu sempre fui uma pessoa bem estressada, impaciente, e muitas vezes ignorante com as pessoas. Porém eu encontrava outras formas de extravasar essas emoções: fazia um milhão de atividades, lutava karatê etc. Só que chegou um ponto da minha adolescência que, em meio a todas as mudanças que estavam acontecendo, eu não conseguia mais lidar com as minhas emoções, e aí os problemas começaram a ficar mais complicados. 

As vezes basta uma coisa sair do planejado pra o meu coração acelerar. As mãos suam, e eu prendo a respiração por tanto tempo que só percebo quando falta o ar. Passei a ter bruxismo (acho esse nome tão engraçado, rs pra quem não sabe, é um problema que faz a gente ranger os dentes, inclusive dormindo), e a ter crises de ansiedade, onde mesmo sem motivo aparente eu começo a ter esses sintomas e não consigo focar em mais nada.

Como eu entendia um pouco sobre problemas psicológicos, já que já tive pessoas próximas que passaram por isso, foi um pouco mais fácil procurar ajuda. Hoje eu faço terapia e também tenho acompanhamento psiquiátrico, mas o mais difícil ainda é fazer com que as pessoas a minha volta entendam minha condição médica. Muitas vezes as pessoas ainda não levam a sério esse tipo de problema, ou então se distanciam de você, te julgando como uma pessoa muito problemática. 

Eu acho que a melhor maneira de lidar com isso é tentar não se importar com o que as pessoas pensam. Hoje eu falo livremente do meu problema com as pessoas e isso me deixa bem mais leve, independente da reação delas. Eu ainda tenho muitos problemas em relação a minha auto-estima, e vivo num processo de aceitação de quem sou (ou de descoberta, pois não sei se posso afirmar que tenho ciência de quem sou), mas eu procuro realmente não me importar com isso. 

xoxo

Posts Relacionados

10 comentários

  1. A pior coisa é não te levarem a sério, acharem que é frescura... Eu fico assim quando só PENSO em ter que dirigir... mãos suam, coração acelera, começo a soluçar =/
    O bom é que você está procurando melhorar e fazendo a terapia, são grandes passos :)
    Beijos e boa sorte na sua jornada! ^^

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. É muito ruim quando não nos levam a sério mesmo Rebecca =/ Boa sorte na sua jornada também, espero que encontre ajuda e que possa superar isso =D

      Excluir
  2. Deve ser bem complicado explicar para os outros e ainda ver eles te cobrando coisas sem dar importância para suas condições. Acho legal você falar abertamente desse jeito, porque você parece ser bem resolvida em relação a isso (apesar de ter problemas mesmo assim), mas acredito que muitas outras que sofrem do mesmo transtorno tem dificuldades. É sempre bom ter esse apoio.
    Beijo

    www.allthingsblue.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Demorou bastante pra eu conseguir falar abertamente sobre isso, mas acredito que liberar meus sentimentos assim ajudam no processo de superação da ansiedade. E além do mais, é ótimo poder compartilhar isso com vocês! Sei que muita gente tem dificuldades de explicar como se sente em relação a ansiedade assim como eu, e como você disse é sempre bom ter esse apoio =D

      Excluir
  3. Meu namorado tem transtorno de ansiedade e aos poucos tenho aprendido mais sobre isso. Sempre levei a sério, porque acho péssimo o fato de tu estar mal e alguém achar que é frescura. Poxa, só quem sente pode saber. Procuro compreender, apoiar e ajudar sempre que consigo. Sinto que ele anda bem melhor, porque várias questões que deixavam ele ansioso, tem se resolvido aos poucos. E me sinto super feliz de saber que ajudei um pouquinho nessa melhora. Muito legal esse post! Beijão! :)

    http://desapegomental.com/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Poxa Jonara, que legal o seu posicionamento em relação a seu namorado! É sempre bom buscar compreender mesmo, por que quem sofre de ansiedade muitas vezes sente como se ninguém entendesse o que se passa com a gente... É verdade que só entende quem sente, mas é ótimo poder contar com ajuda e apoio de pessoas a nossa volta assim =D

      Excluir
  4. Adorei entender um pouco mais sobre isso Maria, e de fato não se importe mesmo com os outros, porque apesar de acharmos relevante algumas opiniões (principalmente daqueles que gostamos) ninguém melhor que a gente pra saber o que se passa do lado de dentro. Espero que seu tratamento te ajude e que você supere isso e quem sabe um dia possa dizer que não sofre mais desse mal!
    Beijão, www.desapegaadri.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigada por esse comentário maravilhoso Adrilaine! <3 Também espero muito me livrar desse problema e poder contar aqui no blog que superei a minha ansiedade!

      Excluir
  5. Adorei você ter tido coragem para fazer esse post. Muito do que você falou eu me identifiquei, pois também sou assim, porém, nunca fui procurar nenhum tratamento.
    Acho que a minha ansiedade ainda está em um nível básico e eu não preciso procurar ninguém, mas é muito ruim quando estou atacada.

    Adorei seu post.
    Beijoos, www.nosdivaas.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. As vezes as próprias pessoas ao nosso redor podem ser aquilo que precisamos para tratar a ansiedade. Aproveite que ainda está no começo para buscar superar isso por que a vida é bem melhor quando estamos tranquilas! Obrigada pelo comentário <3

      Excluir

Pinterest

Parceiro