Resenha: Aniquilação (Jeff Vandermeer)

domingo, agosto 12, 2018


Aniquilação é um típico exemplo de livro que me ganhou pela capa. Desde que vi essa arte na livraria fiquei curiosa a respeito da história, e após ler a sinopse o livro foi direto para a minha lista de desejos. Neste ano finalmente ganhei o livro, de presente de aniversário do meu namorado, e hoje vim contar um pouco a respeito dessa primeira história da Trilogia Comando Sul.
SINOPSE


Durante toda a minha leitura compartilhei algumas imagens do livro no meu bookstagram, e são elas que vou compartilhar aqui no post <3 Outra curiosidade é que esse livro foi adaptado para o cinema (estrelando a Natalie Portman como protagonista) e já está disponível na Netflix, mas vou falar sobre isso no final do post.


Vou começar já mandando a real sobre o livro: eu esperava bem mais dele. Criei muita expectativa com a sinopse, que promete um suspense de ficção científica e vários dramas presentes nas relações entre as participantes da expedição. Entretanto o que acontece são conversas sem muito propósito, pouco desenvolvimento das personagens e uma história que poderia ter sido resumida em um ou dois capítulos.
Não me levem a mal, eu até fiquei curiosa pelo segundo livro. Mas achei alguns elementos do enredo bem problemáticos. Uma das minhas dificuldades com a leitura foi o fato de que as descrições dos ambientes e criaturas não foi suficiente para me fazer visualizar as cenas, o que me deixava bastante confusa. 


Algo que gostei bastante na história foram os flashbacks do passado da protagonista. Os detalhes da infância dela e de sua relação com o marido me fizeram entendê-la um pouco melhor, e acho que esse método de escrita sempre faz o leitor se sentir um pouco mais próximo do personagem.
O fato de a história ser narrada em primeira pessoa também foi um ponto positivo, e o artificio de a narração da protagonista representar aquilo que ela escreveu em seu diário de campo foi um elemento interessante. Fiquei desejando ler diretamente das folhas onde ela escreveu toda essa aventura.


A edição da Intrínseca está linda, com folhas amareladas e ilustrações na parte interna capa. Essa imagem do javali tem uma relação bem legal com a história, e por isso adorei vê-lo ali :) O livro é dividido em apenas 5 capítulos, mas é uma leitura super rápida e, apesar das minhas críticas, recomendo aos fãs de ficção científica. 

ISBN: 978-85-8057-563-7
Compre o livro clicando aqui

ANIQUILAÇÃO: O FILME

Como falei lá no começo do post, este livro foi adaptado para o cinema neste ano. Apesar de todas as expectativas para o seu lançamento, aparentemente a indústria cinematográfica não conseguiu entender muito bem a proposta do filme, o que fez com que ele fosse lançado apenas nos Estados Unidos, Canadá e China. O enredo foi visto como "muito complicado" pelo próprio pessoal da Paramount, distribuidora do longa-metragem. O sua distribuição mundial acabou ficando por conta da Netflix, que adotou o filme. 
Após assistir ao filme consegui entender um pouco essas críticas. O enrendo é realmente complicado, e bastante diferente do livro. São poucos os elementos realmente aproveitados pela adaptação. Entretanto eu acho que consegui gostar mais do filme do que do livro, o que pra mim foi surpreendente. Deixo abaixo o trailer, e peço pra que, caso assistam ou já tenham assistido o filme, compartilhem a sua opinião nos comentários :)



Posts Relacionados

3 comentários

  1. É horrível quando se tem uma expectativa altas sobre um livro ele não corresponde,
    fiquei assim com Coração das Trevas, acho que foi o único livro que me obriguei a terminar de ler, hehe.
    Mas a história do livro parece realmente bem interessante.

    ResponderExcluir
  2. Li o livro e assisti o filme,como quase sempre gosto mais dos livros que suas adaptações cinematográficas. Neste caso não foi diferente, mas esperava mais dos dois. Muito confuso em vários momentos em ambos.Mas é uma história interessante!

    ResponderExcluir
  3. Li o livro e assisti o filme,como quase sempre gosto mais dos livros que suas adaptações cinematográficas. Neste caso não foi diferente, mas esperava mais dos dois. Muito confuso em vários momentos em ambos.

    ResponderExcluir

Pinterest