de olho no look

De olho no look: Kiitana

segunda-feira, dezembro 10, 2018

look clássico kiitana

O Pinterest é o meu lugar favorito para encontrar inspirações, seja sobre moda, decoração, culinária... Se me interesso por algo, vou lá e encontro. E muitas vezes, após encontrar algum pin interessante por lá, sou direcionada a perfis e sites de pessoas incríveis, o que é maravilhoso. Uma dessas descobertas recentes foi a Kiitana, uma youtuber e digital influencer de Los Angeles. A sua beleza e seus looks incríveis me deixaram tão encantada que resolvi compartilhar as minhas fotos favoritas do Instagram dela aqui no blog. 

kiitana vintage outfit

O estilo da Kiitana é muito marcado por peças clássicas e vintage. Ela conta que muitas de suas roupas foram adquiridas em brechós, e suas composições dizem muito sobre sua personalidade

kiitana afro outfit

As cores amarelo e mostarda são muito comuns em seus looks, e ficam lindos com o seu tom de pele. Ela também se utiliza de elementos da cultura afro, como os turbantes, em composições modernas e belíssimas.

fall outfit kiitana

kiitana autumn look

Como a estação atual lá nos EUA é o outono, a Kiitana tem postado looks lindos em seu Instagram que são a cara da estação. Ela abusa das botas, jaquetas e blusas de manga longa, mas como em Los Angeles o outono/inverno não são tão frios, ela ainda consegue apostar nas saias curtas em suas produções.

kiitana outfit floral

Para mais looks incríveis, acompanhem a Kiitana no Instagram!

Três lições que ficam do estilo da Kiitana:

1. Dá pra encontrar peças legais em brechós e bazares;
2. As cores amarelo e mostarda são ótimas escolhas para quem tem pele negra;
3. Os nossos looks devem traduzir a nossa personalidade, e não apenas seguir tendências!

Me conta nos comentários qual foi o seu look favorito!

beleza

Os seus cabelos merecem uma pausa + Terapia Reparadora da Vizeme

quinta-feira, dezembro 06, 2018

danos do secador e chapinha

Eu adoro escova e chapinha. Pra mim é super prático, pois consigo passar até 5 dias sem lavar o cabelo, e acordo sem me preocupar com ter que arrumar os fios. Porém, já é de conhecimento geral que secador e chapinha danificam os cabelos, principalmente se usados com frequência, como explica a pesquisadora Cibele Lima: 

“Os tratamentos térmicos, como as chapinhas, podem causar danos à estrutura interna dos fios, o córtex. O calor pode desnaturar (mudar a forma) da queratina, a proteína responsável pelas propriedades mecânicas, como elasticidade e resistência dos fios de cabelo. Portanto, essa modificação na estrutura interna pode afetar os fios de maneira negativa”, resume Cibele Lima, pesquisadora da Faculdade de Ciências Farmacêuticas da Universidade de São Paulo (USP). Fonte: Correio Braziliense

VEJA TAMBÉM: Como me livrei do frizz + Dicas de produtos e hábitos

Devido a isso, me esforço pra fazer uma pausa de uma semana dentro de cada mês, deixando os cabelos ao natural. Vou admitir que essa pausa é difícil para mim, pois não curto a aparência natural do meu cabelo, mas vou compartilhar com vocês algumas dicas e produtos que me ajudam nesse processo.

como manter os cabelos saudaveis

Eu encaro essa pausa como um tratamento. Assim como me preocupo em hidratar os fios, usar produtos legais e técnicas para deixá-lo saudável, também me preocupo em deixar ele livre do calor artificial por um tempo (afinal o calor natural de Recife é impossível de se livrar, hehe). Além disso, como sofro de caspa, aproveito esse período para lavar os cabelos todos os dias usando o meu shampoo anti-caspa, de que já falei antes lá no Instagram. Após fazer esse tratamento contra as caspinhas, tenho usado a linha Absolut Repair da Vizeme

linha de reparacao vizeme

Adquiri essa linha em uma oferta que rolou no Mundo do Cabeleireiro, mesmo sem conhecer a marca. A vendedora me recomendou, e como eles estavam dando 50% de desconto na linha completa, resolvi aproveitar, e essa foi uma ótima decisão!

QUER DICAS DE CUIDADOS COM A PELE? CONFIRA A MINHA ROTINA MATINAL!

A linha tem uma proposta de terapia reparadora, que reúne os ativos da Acetamina Mea e Bio Apis (mel silvestre, própolis, pólen e geléia real), que hidratam os fios e promovem uma intensa reconstrução capilar. A marca também usa uma tecnologia exclusiva chamada Luna Matrix, que é rica em efeitos sensoriais que tornam os cabelos mais forte, restaurando sua elasticidade. 
Após um mês usando a linha, senti os meus cabelos mais macios e brilhosos. Ficam com uma aparência mais nutrida e com um cheirinho maravilhoso! 

Agora me conta nos comentários como você tem cuidado dos seus fios <3

literatura

Resenha: O Conto da Aia (Margaret Atwood)

terça-feira, dezembro 04, 2018

Neste ano, até então, li apenas 12 livros. Para alguns pode parecer muito, para outros, muito pouco. Para mim isso foi ótimo, por dois motivos: 1. Esse número era a minha meta de leituras para 2018, pois uma vez que este foi o meu último ano de faculdade, eu nunca conseguiria dar conta de ler mais do que um livro por mês 2. As leituras que fiz foram tão significativas, impactantes e transformadoras para mim, que sinto que estes livros valeram bem mais do que se eu tivesse livro 52 que não fossem tão marcantes. Dentre essas leituras, um dos livros que se destacou foi The Handmaid's Tale, traduzido para o Brasil como O Conto da Aia

livro o conto da aia

Apesar de sua primeira edição datar de 1985 e ter recebido boas críticas, The Handmaid's Tale se tornou um grande sucesso internacional apenas de um ano pra cá. Isso se deu por conta da adaptação para a TV feita pela HBO, com uma série que já está caminhando para a sua terceira temporada. Outro motivo para a história ter caído no gosto de muita gente está no fato de seu cenário distópico retratar uma realidade chocante que traduz muito dos acontecimentos recentes de nossa sociedade.
No livro conhecemos a República de Gilead (antigo EUA), onde a sociedade é organizada de uma maneira nada usual, porém não tão impossível aos olhos de quem enxerga os problemas que a nossa sociedade real enfrenta. Primeiro, tem-se os homens no poder político, econômico e mesmo cultural. As mulheres, apesar de terem papéis importantes nesta sociedade, são subjugadas o tempo inteiro, e divididas em algumas "castas": as esposas ocupam os melhores espaços, aos lados dos homens importantes o bastante para possuí-las; as marthas cuidam dos serviços domésticos, e são designadas às casas das famílias poderosas; as aias, que são protagonistas desta história, são responsáveis pela reprodução, funcionando como barrigas de aluguel para as famílias mais abastadas; as tias são instrutoras das aias, sendo responsáveis por seu treinamento e disciplina; e as mulheres que não servem para nada disso, são jogadas ao trabalho forçado em minas de material tóxico, sendo chamadas de não mulheres

Livro The Handmaids Tale

Se você ainda não conhece essa história, deve estar se perguntando o que motivou a criação desta sociedade. A resposta: a manutenção da espécie humana. Pelo menos foi esse o argumento utilizado por aqueles que a instauraram. Nessa distopia, as taxas de natalidade estavam se tornando cada vez menores devido ao alto índice de infertilidade e o uso de métodos contraceptivos, o que preocupava autoridades e inspirava seitas religiosas a pregar a ideia de que algo precisava ser feito. Utilizando uma interpretação distorcida da bíblia, foi-se convencendo mais e mais pessoas de que a solução para esse problema era obrigar as mulheres férteis a procriarem, fazendo com que elas entregassem os seus filhos a famílias abastadas o suficiente para criarem as crianças em boas condições. E assim, uma ideologia louca foi surgindo e transformando um país inteiro.
Vemos toda essa história sob o ponto de vista da June, uma aia que foi separada de sua família e designada para um lar extremamente conturbado, onde passa a ser chamada de Offred. Em meio à opressão desse Estado totalitário, ela luta para descobrir o paradeiro de seu marido e filha, tentando sobreviver num ambiente repleto de regras e tendo todos os seus passos observados. 

resenha the handmaids tale

Este livro me fez abrir os olhos para o poder que uma ideia tem. E a medida que uma ideia se propaga, mesmo que ela pareça louca, mesmo que ela seja rechaçada pela mídia e por autoridades, pessoas vão se convencendo de que essa ideia pode ser a solução para os seus problemas. Entretanto, quando uma ideia coloca os direitos de uns em detrimento do de outros, ela se torna uma bomba relógio prestes a explodir a qualquer momento, sendo jogada de mão em mão até a sua explosão. 
Qualquer semelhança com o que vemos atualmente no Brasil e no mundo não é mera coincidência.

frade o conto da aia

Recomendo muito a leitura deste livro para quem se interessa por distopias e histórias que debatem problemas sociais. Também recomendo muito a série, que de certa forma se destaca mais do que o livro por expandir ainda mais as discussões que foram iniciadas pela Margaret Atwood em sua obra. Me tornei fã da autora, e já estou com outro livro dela na minha TBR (descubra qual é no meu book haul da black friday). Pra quem ficou interessado, deixo abaixo o trailer da série:


E aí, ficou afim de ler este livro? Você pode adquiri-lo pela Amazon, na versão física ou e-book, clicando aqui. Comprando pelo meu link você me ajuda com uma pequena comissão, sem custos extras na sua compra, e esse pequeno valor me ajuda muito na manutenção do blog <3 

ISBN: 85-325-2066-9
Editora: Rocco
Nota: 5/5

Pinterest